Afogando-se na chama | Laura e Isa

Sentia-me contente por não estar apaixonado, por não estar contente com o mundo. Gosto de estar em desacordo com tudo. As pessoas apaixonadas tornam-se muitas vezes susceptíveis, perigosas. Perdem o sentido da realidade. Perdem o sentido de humor. Tornam-se nervosas, psicóticas, chatas. Tornam-se, mesmo, assassinas. — Charles Bukowski











Breve relato sobre a minha vida

terça-feira, 25 de abril de 2017


Depois que eu percebi que falar de você mesmo é uma coisa complicada até para as pessoas mais capacitadas do mundo, eu resolvi arriscar e aqui estou. Me desculpem por talvez essa postagem ficar uma verdadeira bagunça, mas eu sou isso (bagunçada e chata). Essa vai ser uma ótima oportunidade para que cada leitor me conheça um pouco melhor e que se decepcionem por talvez eu não ser quem algumas pessoas queriam que eu fosse.

Eu nasci em uma cidade tão pequena que nela não cabia nem os meus mais pequenos sonhos, era como se eu me sentisse sufocada ali, pois todos me conheciam e eu sempre sofria com as mesmas bobagens, nada mudava, as pessoas continuavam as mesmas e eu continuava sempre com a mesma cansada e chata rotina. E continua sendo assim até hoje, poucas coisas mudaram na minha vida, sempre sonhei em morar em uma cidade grande onde o contato com pessoas diminuíssem e eu pudesse viver minha vida sendo eu mesma. Não que eu odeie as pessoas que nessa cidade habitam, mas simplesmente não gosto de cuidem de mim como se eu ainda fosse uma criança sem opinião própria e bom, isso é um habito do povo da cidade pequena. 

Para melhorar a situação, meus pais se separam quando eu tinha apenas sete anos de idade, minha irmã mais nova tinha acabado de nascer e minha mãe acabou sendo pai e mãe para conseguir organizar a casa e as nossas vidas. Eu sentia muita falta do meu pai, pois era muito apegado a ele e mesmo que algumas vezes a gente saísse juntos, não era o suficiente, parecia que a casa estava ficando cada vez mais vazia sem o mesmo, mas era um alivio pois ela também ficou mais tranquila, sem brigas e sem dores de cabeça para minha mãe... Resumindo, minha infância não foi tão agradável quanto a de outras pessoas que eu conheço, mas agradeço muito por ela e por todas as coisas que eu aprendi nesse meio tempo. 

Já sobre a minha escola é algo muito simples e pequeno. Sempre estudei em escolas particulares, pois o ensino da minha cidade é muito fraco, fazendo com que a maioria das pessoas tivessem que investir em uma educação melhor para os seus filhos. Mesmo assim, mudei de escola três vezes, primeiro eu cursei o pré um e o pré dois em uma escola para crianças, depois fui para outro colégio onde cursei até a quarta série e logo após fui para o lugar onde minha mãe trabalha e lá eu estudo até hoje. Posso falar que fiz muitos amigos? Não, pois basicamente as pessoas que estudaram comigo estão me acompanhando até hoje, já que o número de escolhas para matricular seu filho, são pequenas. — Sim, eu agradeço muito a minha mãe por essa oportunidade de ter conhecido o melhor ensino e por ter chegado até aqui. 

Minha ligação com a internet chegou muito cedo, quando ganhei meu primeiro computador a única coisa que eu sabia fazer era jogar em sites como esses [ x x ] e achava o máximo, ficava curiosa para saber mais coisas e conhecer novos lugares. Até que estava passando uma novela que tinha uma blogueira de moda, eu fiquei encantada com aquilo, fiquei querendo saber como criar blogs e essas coisas. Pesquisei no google "como criar blog grátis?" e sendo uma criança, eu abri meu primeiro blog, não me lembro o nome mas lembro que não deu muito certo, percebi que eu não gostava tanto assim de falar de moda e fui para outras coisas como escrever sobre livros e outras coisas, ai começou a dar certo e desde então eu continuo por aqui.

Eu procurei na internet alguns dos meus blogs mas encontrei apenas um que eu abandonei na primeira postagem, me desculpem por essa falta de vergonha (veja o blog aqui)"E antes que perguntem eu não quero ter um blog famoso e sim meu blog, onde as pessoas comentem por vontade própria e não por uma simples obrigação." — Isso foi uma parte do que eu escrevi por lá, eu sempre sendo sincera e chata.

Me perdoem pela postagem gigante falando da vida de uma pessoa tão chata, mas eu acabei me empolgando. Faltou algumas coisas como opção sexual e meu amor por livros e séries, mas resolvi deixar para outra postagem, até mais meus caros leitores! 

40 comentários:

  1. Oi Laura! Gostei da postagem, me identifiquei com você em algumas partes. Compartilhe mais sobre você, as pessoas gostaram de conhecer!

    O Planeta Alternativo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada, fico feliz que tenha gostado e se identificado. Pode deixar que em futuras postagens, eu trarei mais relatos sobre a minha vida ☺

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico muito feliz e grata que tenha gostado. Essa música é realmente muito boa, na voz do Justin ficou extremamente maravilhosa. Ah, não precisa agradecer, eu que agradeço por você ter lido e é muito bom saber que você é um pouquinho parecida comigo. ☺

      Seu blog é muito legal, te desejo sucesso.

      Excluir
  3. Oi, tudo bem?
    É bom posts assim onde os blogueiros nos conta um pouco das suas vidas e compartilham conosco seus sonhos e vidas.
    Gostei bastante do post e já estou seguindo seu blog!
    Post novo no blog *_*
    Confira aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  4. Casualmente eu não vim o mais rápido possível deixar meu comentário aqui,me perdoe! Se eu lhe disser que nasci em uma cidade grande e estou morando em uma cidade pequena você acredita? É complicado,afinal não tenho muitos meios de me divertir. Acaba sendo maçante tem a mesma rotina,a vida acaba não tendo mais graça nenhuma e de um certo lado eu te entendo!

    Poxa,eu imagino como tenha sido o teu sofrimento. Meus pais quase se separam,e eu não via a hora do meu pai sumir para fora do mapa pois com ele aqui em casa era literalmente um filme de terror na vida real. Mas,ele mudou e cá está ele ainda com a minha mãe. Espero que você consiga ser muito feliz pois você merece,mesmo com a infância complicada eu te desejo uma ótima jornada pela frente.

    O ensino aqui é medoinho,meus professores estão entrando em greve e por fim tenho que repor aula nos finais de semana. O melhor é investir mesmo,para fazer a diferença! Se eu não me engano sua mãe é professora de artes,não é? Lembro que você escreveu em uma postagem.

    Diferente de ti,eu conheci a plataforma blogger pesquisando em sites da internet e até então estou aqui participando deste momento. Meu sentimento foi igual o seu quando abri o primeiro blog,ele não era minha paixão mesmo e foi onde criei o Reckless que até hoje estou atualizando ele.. Esse blog era seu? Gente! Quanta diferença em? Você tem crescido a cada dia,juntamente com seus layouts e suas escritas maravilhosas. Aguardo a próxima postagens sobre os itens que você falou que faltam,assim conseguimos ficar mais próximos de você!

    Boa sorte nessa nova fase sua e da Isa!

    ♡♡♡♡♡
    Até logo.
    meu bloguinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se preocupe, é muito bom te ver por aqui tirando um tempinho para o blog e para a minha postagem! Acho que deve ser mais complicado nascer em cidade grande e ter que morar em uma cidade pequena logo depois de um tempo. A mesma rotina cansa tanto e já estou tão acabada por causa dela, mas um dia a gente muda e tem outras escolhas né? Eu espero que sim!

      Obrigada por toda a força, eu adorei ler seu comentário e saber um pouquinho mais de você e percebi que somos parecidos em muitas maneiras, espero que você continue com seu blog por muito tempo! ♡

      Excluir
  5. Descrever a si mesmo é realmente muito difícil.
    Olha, sei bem como é te tratarem como se você não tivesse opinião própria, também não gosto disso. Não moro em uma cidade pequena e, provavelmente por culpa minha, realmente não tenho muito contato com as pessoas ahaha, no máximo com alguns vizinhos. E, sinceramente, não gosto muito disso. Mas entendo o seu ponto de vista, não deve ser muito legal morar em um lugar onde as pessoas te conhecem desde pequena e onde as coisas não mudam muito, embora por aqui também não mude ashuash
    Deve ter sido difícil ter pais separados, ainda por cima tão nova :/
    E, caramba, criei meu primeiro blog com 13 anos, não lembro nem como fui parar no blogger. Foi meu primeiro e único blog ativo de verdade, depois acabei desativando, por motivos de: Eu não reconhecia mais a pessoa que eu era nele, simplesmente sentia vergonha das minhas antigas postagens, então não aguentei e fiz uma postagem dizendo que desativaria. Isso foi em 2014, de lá pra cá criei uns 3 blogs se não me engano, nenhum deles saiu do privado ahaha, eu ficava trocando o layout deles e fazendo postagens que só eu leria. Então se você é maluca, acho que consigo ser pior ashuash por algum motivo aquele botão de "nova postagem" sempre me motivou a escrever. A plataforma do blogger em si me ajuda é ter uma criatividade que nem parece ser minha, não sei dizer... Por exemplo: Uma vez eu tinha cerca de algumas horas para escrever e enviar uma redação para um concurso, fiquei até tarde com o professora e nada saia da minha cabeça, até ela me mandar para casa e me pedir para relaxar antes de tentar escrever de novo. E deu certo, não ganhei o concurso, mas consegui escrever algo decente, pelo simples fato de ter aberto aquela aba de nova postagem. Parece até mágica para mim, então meio que é meu vício também, pois mesmo sumindo não conseguia abandonar de verdade. E tenho uma pasta cheia de textos e rascunhos de livros, mas muitos vão continuar lá, porque eu escrevo muitas ideias bobas '
    Não sei se me sinto totalmente preparada para ter um blog, minha escrita precisa amadurecer muito ainda, mas não conseguia mais esperar. É como uma necessidade.
    Enfim, falei demais sobre mim ahaha.
    Quando meus pais compraram o computador eu vivia jogando jogos de corrida e de luta com meu irmão ashaaush e de vestir a Sailor Moon e garotas de anime também (esses meu irmão não jogava -n).
    Olha, não te conheço muito nem nada, mas pelo que li até agora, você parece ser um amor, e isso não inclui o adjetivo chata, então não diga essas coisas moça.
    E não me decepcionei nem um pouco com essa postagem, muito pelo contrário ♥

    "E antes que perguntem eu não quero ter um blog famoso e sim meu blog, onde as pessoas comentem por vontade própria e não por uma simples obrigação."
    Dando Rt, porque faço de suas palavras as minhas ♥

    Perdida em (M)arte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu amor ☺
      Obrigada por me entender, é realmente muito chato isso de morar em um lugar onde as pessoas não mudam e tudo simplesmente é a mesma coisa SEMPRE. Cansa? Sim! Mas pelo menos a gente aprende o quanto conviver com pessoas é simplesmente um saco (perdoe pela expressão).

      Sobre ter pais separados, não é tão difícil assim depois que se acostuma, hoje eu não vejo os mesmos juntos e muito menos sinto vontade que eles voltem. Minha vida ficou desse jeito e eu acostumei assim, bem melhor, ou não?

      Eu adoraria ler todos os seus rascunhos e aposto que são muito interessantes. Eu sinto essa mesma necessidade que você, mas não se preocupe em relação a escrita, a sua é ótima e a gente pode ir aprendendo tudo com um tempo, as coisas sempre melhoram. Não falou demais, eu adorei ler seu comentário!

      Eu era viciada nesses joguinhos ♥

      Obrigada pelos elogios e pelas palavras, eu fico muito grata amor!

      Excluir
  6. No nosso em busca irmos, o a nós mesmos virmos.
    GK

    ResponderExcluir
  7. Oi Laura, tudo bem?
    Eu gostei muito da postagem, se descrever, bem sei eu como é complicado, e sonhar, algo tão belo, mas ficar dentro de algo pequeno, sem poder conquista-los imagino como deve ser. mas, te desejo uma porção de conquistas. Sua parte de infância em abrir blog, me leva ao meu primeiro que eu falava sobre High School Musical e Hannah Montana, rsrs' algo que amei e tenho ainda um carinho muito grande, pois muitos detalhes que hoje sei tive incentivo por "coisas" que eu fazia para eles. Aaah, e eu amei o seu cantinho, tudo um carinho! <3

    Mas... passo a primeira vez por aqui. 🙂
    Meu nome é Everton e acabo de estar com meu blog aberto e com isso estou conhecendo novos e buscado companhias, por isso te convido a passar nele: https://rabiscoscolorido.blogspot.com.br/, espero que goste, estou no meu começo, contudo, será sempre bem vindas.

    Que tudo que vocês duas quiserem aqui nesse belo cantinho, que quero estar muitas vezes, venha ser tudo de suas vontades. <3
    Novamente! #Amei' <3

    Obrigado,
    Everton Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Everton, estou bem e você?
      Obrigada, fico muito feliz que tenha gostado, é realmente legal saber que alguém gosta do que eu escrevo. Obrigada mais uma vez, eu espero que minhas conquistas sejam enormes, assim como as suas. Eu já tive um blog que falava sobre rebelde, então eu não te julgo por isso. Ah, eu também gostei bastante do seu ♥

      Eu já dei uma olhadinha em seu blog, irei visitar mais vezes... ☺

      Excluir
  8. ola

    de mudança sei eu eheh

    tambem mudei duma cidade pequenina com todo esse curriqueiro e desnecessario falatorio...

    agora vivo numa das maiores capitais da europa... e os sonhos? cabem nesta cidade!

    Mudar sempre para melhor

    beijinho

    comecei a seguir!

    http://sramliberdadenegra.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, fico feliz por você! Mudar realmente tem que ser para melhor, obrigada pelo comentário ♥

      Excluir
  9. Me identifiquei demais com o seu relato, principalmente a questão da cidade pequena, pois eu ainda vivo em uma e quero muito ir embora, já que aqui é as mesmas pessoas de sempre e tudo rotineiro e não gosto disso. Eu também tive uma ligação com a internet bem cedo e já criei vários blogs (que vergonha!), mas esse sonho continuou e aqui estou eu. De qualquer forma, eu quero muito que você continue sonhando sempre e que tudo dê certo para ti, pois só lendo a postagem, consegui perceber que tu és uma pessoa maravilhosa e merece muito. Aliás, gostei da maneira como tu escreve, parabéns!

    Com amor,
    Rascunhos de Tom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, cidades pequenas podem ser a dor de cabeça de muita gente. Não sinta vergonha dos seus blogs antigos, uma hora ou outra temos que começar e aprender a evoluir, compreende? Pode deixar que meus sonhos vão continuar e eu vou continuar, fico muito grata pelo elogio e até mais ☺

      Excluir
  10. moça, eu também moro em cidade pequena que, como você disse, não cabem nem meus menores sonhos. mas a vida é sobre ter paciência (e muita!) e fazermos nosso melhor <3
    meus pais sempre tiveram uma relação complicada e eu entendo como é viver um pequeno inferno. no fundo, sempre desejei que eles se separassem :(
    que sorte a sua de poder pagar a educação, terminei o ensino médio ano passado e minha vida inteira foi em escola pública. é Foda, desculpa a palavra
    o blog tá uma gracinha ^-^ beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lari, obrigada por comentar.
      Percebi que muita gente daqui mora em cidade pequena, o que é bom de certa forma pois mais pessoas entendem o que eu passo. Estou sim fazendo o meu melhor.

      É realmente foda, meus pais nunca foram riscos, investiram na educação para que eu pudesse ter uma qualidade melhor, sou grata por isso.

      Obrigada ☺

      Excluir
  11. Owwnt Laura. ♥ Obrigado por escrever essa postagem e compartilhar isso com a gente. Principalmente porque nem tudo é um mar de rosas, e as vezes as pessoas não têm essa coragem de expor as flores secas por aí. Parabéns mesmo! ♥ Cidade pequena realmente é um saco. Eu moro numa cidade relativamente grande, de 300 mil habitantes, mas passei muito tempo da minha infância na casa da minha avó, numa cidade com 2 mil habitantes, uma roça mesmo. uahsuahs. E não gostei. Meu ritmo acelerado me impediu de gostar de lá. E talvez seja esse mesmo sentimento que te faz não gostar da cidade onde cresceu.
    Embora a situação do seu pai seja tensa, acho legal você ficar grata pela sua mãe. Por ter cuidado tão bem de você. E ter feito o famoso papel do "pai". ♥ Mães. ♥. Assim como você estudei em escola particular no início dos meus estudos, no pré. Mas depois fui para escolas públicas mesmo. E fico feliz por ter essa gratidão toda em relação ao que teve na vida.
    Gostei de saber também que você quer apenas ter seu blog, e não transformá-lo num blog famoso. ♥ Acho que compartilho dessa ideia. ♥ E acho que é o que realmente importa. Pessoas verdadeiras por aqui, não é mesmo? ♥
    Aguardo ansioso sua futura postagem sobre orientação sexual, livros e séries. ♥

    P.S: visitei o Eternal Roar. hihihihih

    ACESSO PERMITIDO. ♥
    www.acessopermitido.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço por você ler a mesma e ainda tirar forças para comentar, confesso que não deve ser algo fácil. Minha cidade não deve ter mais do que 10/11 mil habitantes, não sei ao certo e se tiver, acho que a maioria já está planejando ir embora, afinal, ninguém fica por aqui depois do ensino médio, há não ser que não tenham escolhas.

      Obrigada por ter compartilhado um pouco de você comigo, eu adorei ler e saber que temos alguns aspectos parecidos. Esse blog é bem antigo e eu não lembro o e-mail que eu usava, só sei que a fonte desse layout do Eternal é bem pequena, mas naquele tempo eu juro que ela era maiorzinha.

      Obrigada por comentar! ☺

      Excluir
  12. Gostei muito do teu texto, é sempre bom conhecer melhor as pessoas por detrás de cada blog! :)

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderExcluir
  13. Me identifiquei tanto com você, primeira vez que passo por aqui e já fiquei completamente apaixonada. Passei por algumas coisas parecidas e te entendo completamente, morro de vontade de morar em uma cidade grande e poder ser quem eu quiser, sem ouvir nada, nenhum boato ou alguém se preocupando com a minha vida. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que amor, muito obrigada, fico muito feliz que você tenha gostado do nosso blog. Temos a mesma vontade então, necessito morar em outro lugar o quanto antes. ♡

      Excluir
  14. Seu blog me faz lembrar de quando os blogs era realmente diários <3 nossa, como eu amava aquele mundinho. Ele agora se expandiu, mas algumas pessoas ainda não deixaram essa identidade de blog acabar e eu fico extremamente feliz vendo posts e blogs assim. Ah! Eu também sou bagunçada e chata. Meus seguidores do Twitter devem percebe isso claramente. Essa música que você colocou no post <3 to viciada nela também. As vezes a separação é melhor do que continuar com brigas dentro de casa e etc. Falo isso por experiência própria, meus pais sempre brigaram, nunca vi eles felizes juntos, sabe? E não sei por quê não se separaram até hoje, eles nem ficam mais no mesmo ambiente juntos, só moram na mesma casa. É tenso. Que bom que sua mãe visou seu ensinou e te colocou em escolas boas. Eu jogava no JogosOnline.com hahahahaha! Nem sei se existe mais. Queria poder acharr meus posts antigos de outros blogs que já criei e fechei, haha! É uma nostalgia boa né? Estarei aqui aguardando o próximo post ;)
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu criei o blog justamente para ser pessoal, todos os meus blogs são assim, mais com carinha de diário. Quando eu me juntei com a Isa, uma das coisas que eu pensei foi: "caramba, ela tem o mesmo gosto para blogs que o meu". A gente realmente posta por querer, para compartilhar, não pensamos (ainda) em ganhar dinheiro com isso, pode ser que um dia aconteça, mas agora estamos apenas querendo compartilhar com vocês os nossos conhecimentos.

      Obrigada por compartilhar um pouco da sua história comigo, adorei ler. ☺

      Excluir
  15. Não achei nada chata! Gostei de saber um pouco mais sobre ti. Fizeste muito bem em criar o teu blog :) E muito obrigada pelo comentário, não tenho canal de youtube mas sempre desejei criar! Apesar de que não saberia bem que género de vídeo fazer nem sei se tinha jeito para isso :D mas muito obrigada!
    Beijos, The Fancy Cats

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos você acha isso, obrigada! ☺

      Ah, faz com vídeos mais aleatórios, fale sobre o que tiver vontade, eu vou te apoiar. Obrigada a você pelo seu comentário!

      Excluir
  16. É pra isso que um blog serve, para expor suas paixões, seus amores, e um pouco da sua vida!

    clebereldridge.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Ooi Laura, gostei bastante do post, me identifiquei bastante com você, sei o quanto é difícil algumas situações da vida, mas infelizmente temos que passar por essas dificuldades para ter " experiencia " como diz a minha mãe rs.
    beijinhos boa semana
    http://bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, fico muito grata!

      Eu passei por tudo e estou muito bem, obrigada.

      Excluir
  18. Olá Laura!
    São as nossas experiências de vida que nos tornam quem somos agora por isso por muito que não sejam as melhores, foram aprendizagens!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu aprendi muito e mesmo com minha idade (17 anos), eu sei muito bem me portar diante de determinados fatos. Obrigada por comentar! ♥

      Excluir
  19. Sou de cidade pequena também e sei como é. As fofocas, gente cuidando da sua vida... meu sonho é morar num lugar calmo, mas ainda assim numa cidade grande, de forma que ninguém se preocupe com que você é ou o que faz da vida. Quem sabe né?

    Muito bom saber mais sobre você, espero que faça mais posts assim :)

    Bjs!
    31 de Março

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo perfeitamente, essa coisa de fofoca me enche a paciência, eu odeio. Estou prestes a sair, espero que um dia você consiga se mudar.

      Excluir
  20. Eu não moro em uma cidade pequena, mas moro em uma Ilha localizada no Rio de Janeiro, e aqui todo mundo se conhece, por isso prefiro sair e fazer minhas coisas fora daqui.
    Também comecei cedo na internet, passava os dias nesses sites de joguinhos, e tive diversos blogs pelo falecido weblogger, aí conheci o blogspot.

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Rio de Janeiro parece ser realmente uma cidade maravilhosa, tenho uns amigos por aí, mas morar em uma ilha? Deve ser bem chatinho!

      Eu já tive blog em diversas plataformas mas o blogspot com toda certa foi o melhor e aqui estou até hoje!

      Obrigada pelo comentário! ☺

      Excluir